28 de jan de 2011

Volume ou velocidade?

Muitas vezes os corredores iniciantes não sabem como poderão conquistar velocidade numa determinada distância, tendo um bom tempo final na corrida. Mas vontade não falta para que isso aconteça. Porém, não basta só isso, é preciso começar seus treinamentos focando no volume, ou seja, correr o maior tempo possível em uma velocidade não tão exagerada. Dessa maneira, o corpo vai ganhando resistência para passar para a próxima fase: aumentar a velocidade.

Então, surge a dúvida na cabeça de muitos atletas "como eu vou fazer isso?". É preciso ter disciplina e metas para atingir os objetivos. Deve-se começar com mais ou menos três meses de caminhada e trotes inicias, dependo das condições do corredor, aumentando gradativamente o tempo de treino, para poder preparar bem o corpo e depois pensar em aumentar a distância e diminuir o tempo da corrida.

O trabalho na corrida é de médio a longo prazo, portanto precisa-se focar bastante nos treinamentos iniciais, que logo aparecerão os resultados. Mas nada é de um dia para o outro. Começar a correr, gera uma ansiedade em ser rápido, competir longas distâncias em pequenos tempos e ver os efeitos no seu corpo. Entretanto, como em todos os esportes, na corrida também existem etapas. Depois de trabalhar o volume de treino, pode-se começar a acelerar.

Passada essa preparação, aumentar a velocidade tem que ser de acordo com as condições físicas do corredor. O treinador precisa encaixar no treino semanal a necessidade de aumentar a distância e ir diminuindo o tempo, para isso os treinamentos de fartlek e treinos intervalados ajudam muito nessa fase. O treinador deve conter a euforia do corredor, não precisa ter pressa, mas sim muito treino.

Os iniciantes devem tomar muito cuidado com o desgaste excessivo nos treinos. O esforço físico demasiado pode fazer o corredor desanimar ou não atingir uma boa velocidade. Para acelerar, o atleta precisa de resistência, e isso é resultado de treinamentos bem feitos. O corredor deve estar atento a ansiedade que as metas geram. Os amigos que já correm mais rápido e o número de provas que aumentam a cada dia, colaboram com a vontade de competir e diminuir tempos, mas às vezes ele ainda não está preparado para isso e pode gerar um esgotamento físico, causando lesões.

O esforço para aumentar a velocidade deve ser confortável. O atleta após semanas fazendo treinos intervalados, focando volume, vai ganhando resistência. Quando o corpo já começa a "se acostumar", é necessário aumentar o ritmo, controlando a frequência cardíaca e os tempos atingidos. O treinador deve ficar atento (e o corredor também) com o pós-treino e com o cansaço, saber se sentiu muita sede, dores durante as passadas, se a temperatura atrapalhou e se teve um desgaste muito grande no ganho de força e velocidade, pois podem ser indícios de que há algo errado.

Fonte: O2 por Minuto

Veja também:

> Tênis Asics Gel Kayano 16

> Tênis Mizuno Wave Creation 11

> Tênis Nike Lunar Eclipse+


Nenhum comentário:

Postar um comentário