26 de ago de 2013

Confira 10 dicas para acertar na alimentação para a maratona

31st Annual Freihofer\'s Run for Women
Foto: HckySo / photo on flickr

Além de se preparar técnica e fisicamente, o corredor também deve cuidar da alimentação, sobretudo nos dias que antecedem a maratona


Além de todo preparo físico e técnico realizado pelo corredor antes de enfrentar uma maratona, também é importante que ele tenha uma atenção especial em relação à alimentação, sobretudo nos dias que antecedem a prova. Assim, alguns cuidados podem ajudar o atleta a obter o aporte de nutrientes necessário ao bom rendimento do corpo sem cometer deslizes.

A seguir, a nutricionista Denise Entrudo, que é especialista em nutrição esportiva, dá algumas dicas de como acertar na alimentação antes e durante a maratona:

1 - Não experimente nenhuma alimentação nova nos dias que antecedem a maratona. Isso poderá trazer problemas gastrointestinais, como diarreia ou mal-estar;

2 - Consuma, no mínimo, dois litros de água ao longo dia, mesmo que não tenha sede;

3 - Bebidas como chimarrão, chás e café desidratam e não substituem o consumo de água;

4 - Se estiver fazendo alguma suplementação, não modifique as quantidades perto das provas. Porém, se houver necessidade, consulte seu nutricionista esportivo o quanto antes para realizar a modificação a tempo;

5 - Estude o percurso da maratona e os postos de hidratação;

6 - Durante a prova, faça a hidratação e a alimentação corretamente, lembrando que o consumo de carboidrato deve acontecer a cada 40 minutos de corrida;

7 - Dê preferência ao consumo de géis de carboidrato que contenham na sua formulação um mix com pequenas quantidades de proteínas;

8 - O jantar e o café da manhã anteriores à prova não devem ser modificados. Consuma apenas os alimentos habituais;

9 - A dieta que antecede a maratona não deve ser modificada em relação aos alimentos, mas sim nas quantidades, aumentando o consumo de carboidratos como pães, massas, batatas, arroz, bolos e biscoitos;

10 - Nessas ocasiões, deve-se consumir carboidratos complexos (de baixo índice glicêmico), que ajudam a melhorar o armazenamento de glicogênio muscular e hepático. Quanto maior as quantidades de glicogênio, melhor será o desempenho na prova.
Fonte: Terra Esportes 
Bons treinos!
Equipe Fast Runner
Por Fast Runner

Um comentário:

  1. Muito bom. Vou utilizar as dicas para a Maratona de SP e de SC.
    Abraços.

    ResponderExcluir