14 de mai de 2012

Nina Keller - O começo da prática do Triathlon!



Oi, sou Nina Keller, jornalista e triatleta amadora e gostaria de me apresentar. A partir de hoje vou blogar diariamente no site da Fast Runner, e pretendo trazer dicas bacanas de treino, equipamentos, alimentação e entrevistas com atletas profissionais e amadores, técnicos, médicos, nutricionistas, enfim, pretendo trazer conteúdo útil para você leitor e esportista.
Hoje, vou contar como comecei a praticar o triathlon e como esse esporte mudou totalmente a minha maneira de encarar a vida. 
Comecei a treinar triathlon e competir há apenas 2 anos, porém já praticava as 3 modalidades separadamente em momentos diferentes da vida. Corria, dava umas nadadas para ajudar no meu surfe e fazia spinning. Sempre quando dava, ia de bike para o trabalho para fugir do trânsito. Em outubro de 2010, comecei a correr e a nadar com a equipe do Gandolfo no Esporte Clube Pinheiros, ainda não tinha uma bike speed, então não sabia absolutamente nada sobre o ciclismo.
Na época, todos meus colegas se preparavam para a última etapa do Troféu Brasil, faltava apenas 4 dias e eu por impulso fiz minha inscrição no campeonato, detalhe, só para lembrar, eu  treinava apenas há 3 meses e não tinha bicicleta, pois então, a prova era no domingo, nunca tinha pedalado de speed, nem sabia como se trocavam as marchas dessa bicicleta que por sua vez é muito diferente da bike comum e da ergométrica que eu estava familiarizada.
Na quinta à noite comprei a bike, uma Scott, na sexta de manhã fui sozinha para USP aprender a usar a sapatilha sem cair e a trocar de marcha, no sábado um amigo me acompanhou e me deu uns toques e eu já pedalei 15 km sem cair e sem fazer nenhum grande ruído nas correntes ao passar as marchas.
Domingo, chegou o dia da prova, todos meus colegas não acreditavam que eu ia fazer a prova e me zuavam de maneira amigável, mas todos estavam na expectativa para ver como eu me sairia. E não é que eu fui direitinho, além de terminar a prova peguei 3º lugar apenas 9 segundos atrás da 2° colocada que eu por sinal nem sabia que era minha rival. Cruzei a linha de chegada com lágrimas nos olhos. A satisfação de terminar a primeira prova de triathlon é inexplicável e a surpresa do pódium foi sem dúvida o momento mais marcante nesse esporte, que agora amo e me dedico todos os dias.
O triathlon é assim, viciante, emocionante, é um esporte de muita dedicação e superação. Muda sua vida.
Quero trazer sempre em meus posts, histórias interessantes de triatletas, e mostrar meu diário de bordo de treinos, provas, e experiências que eu já passei, como atleta amadora e jornalista.

Por Nina Keller

3 comentários:

  1. Querida Nina, adorei sua história e me identifiquei bastante com ela, já que a primeira vez que subi em uma speed foi um dia antes do Desafio da Serra de Campos há exatos dois anos.
    Parabéns e continue assim.
    Beijos,
    Gui Nehemy

    ResponderExcluir
  2. ninoca, ótima coluna!! lembro bem desse epísódio!!! eu ainda tentei te arrastar pra canoa havaiana, rsrs, quase consegui!!

    só não esqueça: teine sempre, participe de provas, mas não deixe de surfar!

    bjs,

    Fe bonfá

    ResponderExcluir
  3. Maravilha! Agora é só continuar... SUCESSO

    bjxX
    Fausto

    ResponderExcluir