19 de set de 2012

Tênis de corrida. Quando aposentar?

Quantos quilômetros posso rodar, durante quantos meses, quantos pares de tênis tenho que ter? São perguntas que todo corredor já se fez. Para responder estas e muitas outras é que postamos este artigo.
Primeiro, são 3 principais variáveis que devemos avaliar: 
1) Características do atleta (peso, biomecânica da passada e pisada);
2) Materiais envolvidos na produção do tênis;
3) Formas do uso (frequência de treinos, terreno, umidade, temperatura do asfalto, limpeza e armazenamento).
Levando em consideração as variáveis acima, precisamos avaliar bem a hora de aposentar o nosso companheiro de corrida, para isto siga a seguinte dica:
Coloque o seu tênis sobre uma mesa e observe as assimetrias, desequilíbrios, inclinações, desgastes e - principalmente - foque na entressola, afinal ela é responsável pelo amortecimento e estabilidade. Veja se ela está quebradiça ou se diminuiu de espessura, havendo muita variação em algum dos itens, opte por aposentá-lo para evitar o aparecimento de sintomas dolorosos e futuras lesões.
Para aumentar a vida útil de seus tênis, intercale o uso de seus pares durante a semana, deixando o que foi usado repousando por 24 horas para que seu solado e entressola voltem ao normal. 
Cuidado com a tendência dos tênis “minimalistas”. Use sempre o mais adequado e indicado pra você e suas provas específicas!

Bons treinos!

Créditos:
Prof. Bruno Giordano
Limiar Assessoria Esportiva
bruno@limiarassessoria.com.br

Confira algumas indicações de tênis para cada tipo de pisada:
Neutra: Asics Gel Noosa Tri 7
Pronada: Mizuno Wave Nirvana 8
Supinada: Mizuno Wave Creation 13

Nenhum comentário:

Postar um comentário