28 de jun de 2013

Exercícios realizados na água são usados no combate à perda óssea


Foto:  Divulgação

Na piscina, a ação da gravidade e o impacto nas articulações diminuem


Você já experimentou andar ou correr dentro d’água? Sentiu a resistência da água contra seu corpo? Sabia que a resistência ao deslocamento na água é cerca de 14 vezes superior a do ar. Na água, você atenua a ação da gravidade, diminuindo o impacto sobre as articulações, mas isto não quer dizer que as atividades na água podem levar a osteopenia. Essa patologia é a precursora da osteoporose, que é a perda da massa óssea e dependendo da gravidade pode levar a fraturas espontâneas.

Na água, nós temos o empuxo que alivia o peso sobre as articulações, mas oferece grande resistência quando trabalhamos contra ele. As propriedades físicas da água já mencionadas em artigos anteriores, como a pressão hidrostática e a tensão superficial, têm grande resistência ao deslocamento e à execução dos exercícios. Quando você caminha ou corre, não sente a resistência do ar e nem a ação da gravidade, mas na piscina sentimos o peso da água.

Segundo Kruel, pesquisador do Sul do Brasil, saltar na água com profundidade acima da cintura pélvica equivale a saltar fora d’água descalço. A água não é tão inofensiva quanto ao impacto sobre as articulações e nem prejudicial à perda de massa óssea. Você precisa saber trabalhar utilizando suas propriedades a favor dos objetivos propostos. Quanto menor for a profundidade da água maior a ação da gravidade.

Quer ganhar massa óssea, trabalha-se numa profundidade menor, com mais saltos, utilizando implementos como step, jump (cama elástica), halteres, luvas, etc... Quer proteger as articulações sente dor, tem artrose, etc... Trabalha-se, mas no fundo da piscina, sem saltos, utilizando-se de técnicas com a resistência da mão do fisioterapeuta.

Evitar o fumo, café, chá preto, mate, refrigerante que são prejudiciais e contribuem para perda de massa óssea.

As pessoas sem terem muito fundamento começaram a atacar a água, ou melhor, as atividades aquáticas, como se fossem maléficas à saúde, no caso da osteopenia. A intensidade e a resistência aplicadas às atividades aquáticas, como hidroginástica com seus diversos tipos, natação, hidro pilates e a fisioterapia aquática vão depender de cada caso, cada tipo de aluno e de cada patologia do paciente.

Trabalho de prevenção

Há o trabalho de prevenção de quedas com utilização de obstáculos, de relaxamento pós-corrida, enfim, a água é flexível e oferece um mundo de soluções de trabalho e tratamento e pode ser utilizada para quase todas as patologias.

Quando ela é contra indicada? Quando a capacidade pulmonar for inferior a 1.5l. Isto quer dizer quando os pulmões estão tão comprometidos que não conseguem expandir-se. Outra contra indicação é a insuficiência cardíaca congestiva - ICC porque na água você aumenta o volume sanguíneo, o retorno venoso. Presença de feridas abertas é necessário utilizar curativo especial. Problemas circulatórios graves com presença de trombos, porque a água favorece seu deslocamento, o que é muito prejudicial, levando a complicações sérias.

Atleta, você pode usar e abusar da água para aumentar sua capacidade cardiorrespiratória, diversificar as atividades aeróbicas, sua resistência e alongamento muscular, flexibilidade articular para alternar com as corridas, variando os estímulos musculares e psicológicos.

Fonte: Globo Esporte 
Bons treinos!
Equipe Fast Runner
Por Fast Runner
Confira alguns produtos em nosso site: 
Cinto De Hidratação Fuel Belt Helium 4 Bottles
Tênis Nike Vomero+ 8
Óculos Oakley Radar Edge
Jaqueta Nike Cyclone



Nenhum comentário:

Postar um comentário