22 de set de 2014

Como amenizar a TPM

Foto: THINKSTOCK
A Síndrome pré-menstrual (SPM) é um distúrbio comum entre as mulheres, durante sua fase reprodutiva. Ela provoca alterações comportamentais, emocionais, cognitivas e físicas, comprometendo o relacionamento no ambiente familiar, social, escolar e profissional. Estas se manifestam principalmente à semana que precede a menstruação, desaparecendo alguns dias após o aparecimento do fluxo menstrual.

Os sintomas mais comuns da SPM se dividem entre somáticos (irritabilidade, alterações de humor, comportamento depressivo, impulsividade, aumento de apetite, desejo por doce e confusão mental) e físicos (fadiga, mastalgia, edema abdominal, lombalgia, insônia, aumento de peso temporário, enxaqueca, presença de edema de extremidades, constipação intestinal e diarréia). A sintomatologia é provavelmente multifatorial.

Diversos autores relacionam alguns fenômenos relacionados à ocorrência da SPM com desequilíbrio entre estrógeno e progesterona, excesso de prolactina, deficiência das vitaminas E e B6,  deficiência de minerais, alteração na atividade de prostaglandinas e na ação da endorfina e serotonina.

Há diversas estratégias de tratamento com o objetivo de amenizar ou eliminar os sintomas. Um dos tratamentos é o não medicamentoso que consiste em alterações comportamentais, repouso adequado, prática de atividades físicas, atividades relaxantes, terapia cognitiva e mudanças nos hábitos alimentares, as quais devem ser comumente utilizadas. O outro é medicamentoso, utilizando diuréticos, antidepressivos, ansiolíticos e supressores da ovulação, que devem ser usados somente em mulheres com sintomas persistentes ou que apresentem a síndrome disfórica pré-menstrual.

O aumento no consumo energético e maior preferência por carboidratos são mais prevalentes em mulheres com a SPM, mais sensíveis às variações do ciclo hormonal e de neurotransmissores. Estudos observam maior consumo energético e de todos os macronutrientes, principalmente lipídios, carboidratos e açúcar simples, em mulheres com SPM durante a fase pré-menstrual.  Na fase lútea a ingestão aumentada de carboidratos pode ser explicada pela diminuição dos mediadores de serotonina nessa fase do ciclo menstrual. A ingestão de carboidratos leva a uma cascata de reações resultando em um aumento na síntese de serotonina e a melhora do humor. É importante lembrar que se deve priorizar o consumo de carboidratos integrais, pois o consumo de carboidrato simples tem sido associado com edema, fadiga e distúrbios de humor. Desta forma, é interessante que mulheres com SPM, façam refeições fracionadas e ricas em carboidratos integrais.

Muitos estudos científicos indicaram efeitos benéficos de alguns nutrientes específicos, seja adquirido pela alimentação ou na forma de suplemento. Dentre eles estão a vitamina E e a B6, magnésio, cálcio, manganês, ácidos graxos de cadeia longa e as isoflavonas. Mostram ainda resultados mais positivos quando se trata da ação sinérgica entre esses nutrientes. Os efeitos benéficos se dão pela redução significativa de sintomas tais como ansiedade, tensão nervosa, alterações de humor, irritabilidade, depressão, enxaqueca e retenção de líquido. Além da relação com esses nutrientes, estudos também observaram que mulheres que praticam atividade física sentem menos sintomas do que as inativas.

Quanto ao consumo de alguns alimentos como sal, açúcar, cafeína, produtos lácteos e álcool devem ser reduzidos para auxiliar na diminuição da retenção de líquidos (consumo excessivo de sódio), irritabilidade (consumo excessivo de cafeína) e cólicas.


Desta forma, verificamos a importância da mudança de comportamento e estilo de vida, assim como o acompanhamento nutricional individualizado para garantir a nutrição e o funcionamento adequado do organismo para minimizar os sintomas da SPM. 
_______________________________________________________________________

Texto desenvolvido por Mariana Frank, graduada pelo Centro Universitário São Camilo e Pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional, membro da Diretoria do Instituto Brasileiro de Nutrição Funcional (IBNF), da equipe de Flavia Araujo (Fuca), nutricionista esportiva, graduada pela Universidade Anhembi Morumbi, atleta competitiva há 10 anos. Nutricionista de atletas amadores, profissionais e olímpicos, faz parte da CBDA (Confereração Brasileira Deportos Esportivos).


Confira alguns produtos especiais:
• Relógio Garmin Forerunner 10
• Cadarço Elástico Sport Lace
• Camiseta Asics Core Print SS
• Cinto de Hidratação Skyhill - 4 Garrafas

Bons treinos!

Equipe Fast Runner

Nenhum comentário:

Postar um comentário