23 de mai de 2012

Iniciando a carreira no Ironman



Olá!
Hoje faltam 4 dias para o Ironman e aproveitando o último post quando falei da dificuldade de conciliar  trabalho, treino e família. Resolvi entrevistar outro companheiro de treino, o publicitário Eduardo Lovro (27 anos), ele está pronto para seu primeiro Ironman.

Nina - Quais as provas de triathlon você já participou e de qual mais gostou ou mais se destacou?

Figo - Uma prova interessante que fiz foi o Long Distance  Pirassununga, minha primeira prova mais longa e lá pude entender qual o tipo de treino necessário para um Ironman. Além dessa prova, fica na memória algumas provas que consegui de short distance que sai para corrida junto com os primeiros atletas gerais da prova.

Nina - Como foi a decisão de fazer seu primeiro Iron? Como os treinos para Iron estão afetando o seu dia a dia?

Figo - Fiz minha inscrição um pouco por impulso... Sempre tive na cabeça que um dia faria um IRONMAN, porém não tinha idéia o que isso representaria na realidade. Alguns amigos participaram de edições anteriores e me incentivaram para a inscrição. A princípio estava apenas com o nome inscrito, meu espírito se inscreveu mesmo, depois que iniciei os treinamentos específicos, no começo do ano.
Eu nunca treinei com frequência, sempre “brinquei” com amigos nos treinos, ia quando dava e não tinha uma dedicação. Neste último ano aprendi o que é treinar e ter de abdicar de uma série de coisas e posso dizer que sou um iniciante no assunto.
Os treinamentos só me afetam positivamente, pois você aprende a ter muito respeito, seja pelos seus companheiros de treino, adversários e principalmente por você mesmo. Conhece os limites do seu corpo. Você sente dor, emoção, prazer, calor, frio, cansaço, adrenalina... Tudo misturado! É muito importante estar bem consigo mesmo, com família, trabalho e equilibrado espiritualmente.
Nos últimos meses acordei e fui dormir pensando em treino, porém sempre dentro do meu limite. Nunca os coloquei os treinos como prioritário em relação a minha vida profissional ou particular e isso é  primordial. Sou um atleta amador, e faço o que é possível dentro das possibilidades do meu dia a dia.
Esse último ano foi um ano de muitas emoções, principalmente com a notícia que vou ser PAPAI agora em julho. Por isso acho que escolhi o ano certo para fazer a prova, pois nos próximos com certeza terei muitas outras prioridades.
Mas o que gostaria de passar é que é possível qualquer pessoa é fazer triathlon; cada um deve ter seu objetivo. Com vontade  é sempre  possível encaixar os treinos. Sei que é difícil, mas se conseguirmos reservar 2hs do dia para se dedicar, já é um grande passo. Sem contar os finais de semana para aproveitar o rendimento né!

Nina - Com quem você treina?

Figo - Treino com o técnico Luiz Gandolfo, no esporte clube pinheiros.

Nina - Qual das modalidades do triathlon é seu forte?

Figo - Hoje em dia tenho me destacado bastante nos treinos de natação, os quais gosto bastante também, nado desde criança. Agora que aprendi a treinar de verdade estou pegando gosto pelo pedal e corrida. Se eu conseguir colocar meus treinos na prova me sentirei forte nos três

Nina - O que faz para controlar a ansiedade?

Figo - Treino e muito.

Nina - Como esta sua alimentação e quem é sua nutricionista?

Figo - Tive muitas consultas com a Dra. Priscila Machado. Gosto dela pelo fato de conhecer o esporte e fazer um acompanhamento bem sério. Além das refeições diárias (com bastante carboidrato na manhã; arroz, feijão, legumes e proteína nos almoços e jantares), tenho uma suplementação para dar conta do dia a dia. Fora das refeições uso suplementos de massa, proteína e não deixo faltar alimento nos treinos, principalmente no pedal, quando me alimento a cada 30 minutos. Dentre os suplementos tenho: Gel, BCAA, proteína, carboidratos e sal. O importante é comer muito bem!

Nina - Qual um equipamento que adquiriu recentemente para fazer o iron?

Figo - Sempre usei bicicleta de ciclismo, e no começo do ano comprei de uma bicicleta de contra relógio e um par de rodas de competição. Senti uma diferença grande e minha posição na bike ficou muito melhor. Cada detalhe faz muita diferença.  Em uma prova longa, principalmente, é extremamente importante você se sentir confortável para fazer força e não se machucar. O treino para essa prova é muito duro e se não estiver perfeitamente encaixado na bicicleta, você pode ter sérias lesões.

Nina - Como distribuiu seus treinos ao longo da semana?

Figo - Natação: Segunda a Sexta (12h30min às 13:50)
Corrida: 5 vezes por semana, sendo segunda treino longo, quarta e sexta pista. Nos demais encaixo um dia de giro leve ou ritmado, e um treino de transição no final de semana.

Nina - Quais são seus medos durante a prova?

Figo - Sou um cara precavido, porém encaro meus desafios. Acho importante o medo para sinalizar respeito. Estou com a cabeça muito boa para essa prova e estou indo para curtir, por isso não estou pensando muito no assunto. Tenho medo apenas de me machucar, porém sei como treinei e do que sou capaz, agora é ter foco e cabeça para atingir minha meta.

Nina - Qual o tempo estima terminar a prova?

Figo - Estimo terminar dentro do tempo limite... Rs. Como é minha primeira prova não quero arriscar, mas tenho como objetivo fazer abaixo de 10 horas. Se eu terminar em 9:30 estarei muito feliz, mas se terminar em 12:30, também ficarei muito feliz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário