4 de nov de 2010

Como se portar no trânsito com sua bike


Decidiu usar a magrela como principal meio de locomoção? Aqui vão algumas dicas de segurança para quem enfrenta o trânsito das grandes cidades sobre duas rodas.

Muitos se esquecem de se preocupar com os carros estacionados, afinal eles estão parados e aparentemente não oferecem perigo. Mas é comum ciclistas serem surpreendidos por motoristas irresponsáveis que simplesmente resolvem sair de suas vagas sem sinalizar suas ações ou mesmo sem olhar pelo retrovisor. Sem falar naqueles que abrem suas portas sem a menor cerimônia. Fique esperto e procure passar pelo menos a 1 metro de um carro estacionado.

Em uma curva, a velocidade ideal deve ser fixada no último trecho de reta antes de começar a virar. Durante a curva, deve-se frear o mínimo e manter a velocidade ideal, aquela em que não há chances da bicicleta desgarrar pela tangente em nenhuma das rodas. Analisar o piso com antecedência é fundamental para evitar uma queda. Lembre-se que durante a curva podem aparecer poças de água, manchas de óleo, buracos, areia, etc. Fique atento e procure não "deitar" muito a bike.


Pedalar na chuva requer cuidados redobrados. Os movimentos não podem ser bruscos e as freadas devem começar com muita antecedência, tomando cuidado para evitar o travamento e deslizamento das rodas. Quando cruzar o caminho de outro veículo, diminua a velocidade ou pare se for preciso e espere a vez. Só atravesse com a certeza de segurança.


Com estes cuidados, trocar a bicicleta se torna uma atitude prazerosa, sustentável e segura.



Veja também:


> Bicicleta como meio de transporte

> Dicas para ir ao trabalho de bike

> Uma bike muito leve

> Bike Fuji Aloha

Fonte: Social Bike

Nenhum comentário:

Postar um comentário