9 de nov de 2010

Mais esclarecimentos para praticar corrida

O impacto da corrida é muito grande. O ideal é escolher o tênis certo, de acordo com sua pisada, e que esse tênis seja específico para corrida. Também procure correr em lugares variados, alternando os que oferecem menos impacto, como esteira, grama, areia, com os de maior impacto, como o asfalto.

Evite correr todos os dias, pois as articulações precisam de descanso. Procure fortalecer a musculatura de membros inferiores, abdome e costas. Isso será fundamental para diminuir a sobrecarga nas articulações. Uma boa programação de treinos de corrida também é fundamental para que não se ultrapassem os limites do corpo.



Gordura abdominal pode ter inúmeros fatores, dentre eles a idade. Após os 30, 40 anos, sofremos perda de massa muscular de forma espontânea (sarcopenia), que consequentemente reduz o ritmo do metabolismo basal (quantidade de calorias que o corpo gasta para se manter). Por isso mesmo, a tendência é haver uma acúmulo de gordura, mesmo mantendo a alimentação e os hábitos de antes.

A corrida é uma das atividades que podem ajudar a perder essa gordura localizada. Tente incorporar o exercício aeróbio (como corrida, caminhada, bicicleta, por exemplo), por pelo menos 150 minutos por semana, divididos em no mínimo 3 dias. Complemente com um trabalho de fortalecimento muscular por de 2 a 3 vezes semanais, para reverter esse processo de perda da massa muscular.


É importante fortalecer a musculatura exigida na corrida para evitar lesões. Além disso, ganhar massa faz você aumentar o metabolismo basal e, com isso, gastar mais calorias por dia.
Não tenha pressa. Procure buscar o prazer na sua atividade física e respeite sempre seus limites. É bom lembrar que uma alimentação equilibrada é também fundamental na busca pela boa forma e saúde.

Veja também:


>
Mitos e verdades sobre a corrida

>
Nike 600K 2010: Inspiração

>
Tênis Asics Gel Kinsei 3

Fonte: Revista Marie Claire

Nenhum comentário:

Postar um comentário